Archive for 10 de abril de 2014

IR! Declara sogra como carma!

Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República! Piadas Prontas: “Supremo nega liminar a ladrão de galinha”. Nome do ladrão de galinha: Afanásio! Predestinado ferrado! Outra piada pronta: “Na Inglaterra, sessão de ‘Noé’ foi cancelada porque a sala inundou”. Corram para o barco! Rarará!

Se fosse em São Paulo, ‘Noé’ seria cancelado por falta d’água!

E estão chamando falta d’água de “stress hídrico”. Tucanaram a secura!

E aí um amigo ligou pro primo que trabalha na Sabesp: “Como tá a situação da empresa?”. “Tá fazendo água”. Rarará. A Sabesp tá fazendo água!

E o André Vargas? Quantas “vargas” tem no jatinho do doleiro? E adorei porque o nome completo do André Vargas é André Vargas ILÁRIO! Ilário sem H! O H voou! Roubaram o H do Ilário!

E o nome do doleiro é Youssef. Aí os dois tiraram uma foto juntos com um jatinho ao fundo e postaram um YOUSSELFIE! Tá na charge do Dálcio! Rarará!

E adorei a charge do Sinovaldo na aula de matemática: “Joãozinho, se uma refinaria vale 45 e pagamos 1,3 bilhões, quanto perdemos?”. “A vergonha na cara”. Rarará!

E um leitor está declarando o Imposto de Renda e me perguntou: “Sogra eu declaro como dependente ou como ônus?”. Declara como carma! Rarará. Sogra que mora em casa é pior que assombração!

E o site Futirinhas fez uma pesquisa Ipea no futebol. 1) Ipea afirma que 50% da população brasileira é torcedora do Botafogo! 2) Ipea afirma que 90% dos torcedores do Santos têm menos de 40 anos. 3) Ipea afirma que apenas 10% dos torcedores corintianos tiveram passagem pela polícia. 4) Ipea afirma que 95% dos flamenguistas sabem ler. 5) Ipea afirma que em 90% das vezes que o Pelé dá uma opinião, ela é respeitada! Rarará!

E eu afirmo que a Dilma é 10% gordura e 90% olheiras! Rarará.

É mole? É mole, mas sobe!

O Brasil é Lúdico! Olha o cartaz em Sorocaba: “Circo Tubinho! Tubinho, O Homem da Pistola Torta”.

E quem tem pistola torta merece ir pro circo? Merece ir pro céu! Rarará!

E olha essa placa em Brasília: “A 50 metros desvio de verbas públicas”. Rarará.

Nóis sofre, mas nóis goza! Hoje, só amanhã!

Que eu vou pingar o meu colírio alucinógeno!

José Simão – Folha de hoje. Imperdível

ELIS REGINA : A TRANSVERSAL DO TEMPO

Assisti, na capital, no último fim de semana o espetáculo ELIS – A MUSICAL. Não tive como não emocionar diante de tantas lembranças e de uma trilha sonora perfeita. E quem  pode querer entender Elis? Resposta difícil de dizer. Creio eu, não ter importância querer saber quem realmente foi Elis.

Eu e todos da minha geração que a conheceram a partir da metade da década de 60, toda a década de 70 e começo da de 80, sentiram na pele a qualidade de suas emoções, em cada tom, em cada palavra.

Reviver este momento evoca todas as emoções possíveis, que nos levam a alegria e as lágrimas pois também vivemos junto com ela também a nossa vida. Vida de juventude cumulada com amores desejados, tidos e não tidos. Vividos e não vividos.

Das rodas de samba. Da politica. Da beleza feminina. Do gole de uma caipirinha ao deleite de todas as cervejas possíveis junto com o parco dinheiro.

Elis perpassava por nós e nós por Elis. Lembrança e relembranças. Tempos idos. Tanta gente. Pasquim. Bôscoli. Miele. Lennie Dale. Henfil.Paulo Francis. Tom Jobim. Jair Rodrigues.

Afora a ditadura, tempos bons. Tempo de pensar, refletir. Amar amando. Amar sem ser amado.  Valeu o espetáculo. Como diz Odorico Paraguaçu: saí com a alma lavada e enxaguada.

Go to Top